Pular para o conteúdo principal

No horizonte a visão de mim mesma

Olho para o horizonte, estou num passeio pela orla com minha família e o mar infinito me convida a observá-lo e ali agradeço. Um pequeno filme se passa na minha cabeça, essa é a orla que passei os melhores anos da minha infância e adolescência, apesar de ser do Rio de Janeiro, com os parentes maternos aqui, vínhamos todos os verões. Brinquei, cresci e sonhei. Então, olho para meus filhos e marido caminhando mais à frente e ali está...o meu sonho...realizado.


Parece pouco? Para mim, é o meu universo. E aqui assumo as minhas responsabilidades perante eu mesma, perante eles. Penso, qual a importância de criar 2 seres humanos com valores, com a divindade interior, com o respeito ao próximo, que serão parte do planeta para o bem maior? Será essa a minha missão? Sim, respondo para mim mesma, então um pontinha de medo e ansiedade afloram...será que consigo? Sim, mais uma vez eu digo e imediatamente me conecto com a minha divindade, ela me dá a segurança, ela me ensina a amar, ela mostra o meu caminho nesse universo que chamo de meu.

Cada uma de nós tem o seu universo, cada uma de nós a sua missão, cada uma de nós os seus sonhos e todas nós fazemos o Uno, o Todo! Qual o futuro? O melhor! Eu acredito! E você? 

Seus pensamentos te levam onde você quiser, cuide deles e realize o seu caminho, a sua vista!

Volto a caminhar...e sorrio com a paisagem que tenho à frente. Estou completa a mulher que sempre sonhei ser, os desafios, obstáculos me fortalecem, me ensinam. Aceito, escuto, íntegro, observo e unifico tudo aquilo que há em mim!

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Eu posso fazer melhor que isso

 Recebi a frase, do título da postagem, esse final de semana de uma pessoa muito querida e que admiro bastante. Junto dela um vídeo, que mostrava o quanto cada um de nós sempre tem a oportunidade de “fazer melhor que isso”.

Superando medos e reencontrando o prazer de pedalar

  Pode ser que para você seja um hobby ou esporte comum. Mas, para mim não era bem assim. Nunca fomos muito amigas, aos 16 anos sofri um acidente com ela, que me deixou a cicatriz na cabeça com os pontos que levei e as lembranças das dores. De lá para cá nunca abusei da nossa relação, sempre devagar e confesso com medo de cair novamente, assim nosso contato era esporádico. Tive os filhotes e me pego com o coração de mãe aflito a cada manobra, velocidade, rampas, curvas que se aventuram em suas pedaladas. Ah! Sim! Estou falando das bicicletas. Contudo, eu sei que não posso passar meu medo para eles, assim mantenho o estímulo e sempre peço que tomem cuidado. Acontece que faz algum tempo que estou num processo de redescoberta, reconexão, meditação e reencontro com a minha criança. Para quem pratica o Ho'oponopono essa é uma das ferramentas para a busca da nossa paz, conversar com nossa criança interior. E numa das minhas meditações, percebi que precisava superar essas memórias, enfren

Seus pensamentos, seu Universo

Então, você acorda em um novo dia. Faz uma meditação, se conecta e sai. Ao chegar lá ele te recebe, recém saído das águas do mar, brilhante, te saúda com seu calor, sua luz! É impossível não falar, obrigada! É cedo, o vento está forte e você percebe que ali o caminho é seu. Ninguém está lá, só ele. Só a LUZ! Na areia não há pegadas. Então você tem a resposta...siga em frente, tenha fé! Acalme e escolha seus pensamentos e o Universo te dará o que vibra dentro de você. Quando você deixa a natureza conversar com você, é a Mãe te aconselhando. Quando você acolhe a luz do sol, é o Pai te mostrando o caminho, conversando com a sua Natureza Humana. Nesse momento sua criança interior, o filho, sabe que pode deixar fluir, sabe que está protegido e você imediatamente ganha a FORÇA para as lutas diárias, sente o AMOR para cuidar de si e da sua família e recebe os 99% do Universo para realizar seus SONHOS. Entre em harmonia, tudo está evoluindo, confie e entregue, a LUZ está lá! Beijos no ❤