Pular para o conteúdo principal

Minas Trend - Inverno 2019



 O post de hoje é sobre um dos maiores eventos de moda do país, o Minas Trend, que trouxe para os seus desfiles não só as tendências do que veremos em 2019, mas o conceito da moda como retrovisor do tempo!

A importância da sustentabilidade e a preocupação com o meio ambiente foram discutidos como pontos importantes que as marcas devem ter para gerar os aspectos econômicos positivos do mundo da moda.

Olhando tudo e buscando inspiração para hoje, elegi os meus preferidos, que trouxeram temas que tenho valorizado como a maturidade feminina, paz, à volta as origens brasileiras e a força.

Vamos curtir?


A mulher madura, dona do seu estilo, que encontra o luxo no casual e tem ainda uma pimentinha sexy é o convite da Manzan. As cores do inverno 2019 são rose, azul, lilás, vinho, ouro light, prata, preto e os fluorescentes em amarelo e laranja. Alfaiataria com muito brilho, sobreposições e transparências! Simplesmente amei!



Cores e formas únicas que remetem à paz, branco, cinza, preto, vermelho e degradês do azul ao verde. Drapeados e pences definidas, bordados em couro estão nas lindas peças da coleção Patrícia Motta.



À volta as origens brasileira, a feminilidade e a força representam à marca Victor Dzenk. A coleção Algarve traz a presença marcante do floral compondo a relação com a estética portuguesa. Releitura dos azulejos, da cortiça, do animal print, maxi e mini estampas. As cores são nude, vermelho, bordô, cinza chumbo e verde.

Fotos: minastrend.com.br

Gostou? Quer saber como trazer a passarela para o seu guarda-roupa? Saiba mais sobre a minha Consultoria de Estilo!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Eu posso fazer melhor que isso

 Recebi a frase, do título da postagem, esse final de semana de uma pessoa muito querida e que admiro bastante. Junto dela um vídeo, que mostrava o quanto cada um de nós sempre tem a oportunidade de “fazer melhor que isso”.

Superando medos e reencontrando o prazer de pedalar

  Pode ser que para você seja um hobby ou esporte comum. Mas, para mim não era bem assim. Nunca fomos muito amigas, aos 16 anos sofri um acidente com ela, que me deixou a cicatriz na cabeça com os pontos que levei e as lembranças das dores. De lá para cá nunca abusei da nossa relação, sempre devagar e confesso com medo de cair novamente, assim nosso contato era esporádico. Tive os filhotes e me pego com o coração de mãe aflito a cada manobra, velocidade, rampas, curvas que se aventuram em suas pedaladas. Ah! Sim! Estou falando das bicicletas. Contudo, eu sei que não posso passar meu medo para eles, assim mantenho o estímulo e sempre peço que tomem cuidado. Acontece que faz algum tempo que estou num processo de redescoberta, reconexão, meditação e reencontro com a minha criança. Para quem pratica o Ho'oponopono essa é uma das ferramentas para a busca da nossa paz, conversar com nossa criança interior. E numa das minhas meditações, percebi que precisava superar essas memórias, enfren

Quando o tempo revela o novo

Se dar um tempo faz a gente ter a oportunidade de respirar, de olhar para a janela e refletir, o que é mais importante para mim agora, o que estou transparecendo para os meus filhos, para minha família, como eles estão enxergando essa mãe, essa mulher? Me questiono sobre esses sentimentos e resgato da minha menina a benevolência, comigo e com os que me cercam. Os primeiros dias de pausa são quietos, a sensação de estar de férias, deixando a onda me levar. Depois de um tempo uma certa confusão, quero voltar? Quero estar no mesmo patamar de antes? E de novo quais são os meus valores, qual é a minha verdade? Descubro que a minha verdade levarei para onde estiver, estará comigo em todas as minhas ações aparentes ou não. Dentre os muitos momentos que tenho lido, meditado e refletido descubro algo novo. Algo que nunca deixei aflorar antes por não acreditar que seria capaz. Algo simples mas que está me transformando, está me fazendo enxergar múltiplas possibilidades e me deixando livre pa